O Cliente

 

Criada pela Lei nº 10.233, a Agência Nacional de Transportes Terrestres é uma autarquia sob regime especial, que tem sede e foro no Distrito Federal, e está presente em todo o território nacional por meio das Unidades Regionais e Postos de Fiscalização.

 

Tem por finalidade regular, supervisionar e fiscalizar as atividades de prestação de serviços e de exploração da infraestrutura de transportes, exercidas por terceiros, visando garantir a movimentação de pessoas e bens, harmonizar os interesses dos usuários com os das empresas concessionárias, permissionárias, autorizadas e arrendatárias, e de entidades delegadas, preservado o interesse público, arbitrar conflitos de interesses e impedir situações que configurem competição imperfeita ou infração contra a ordem econômica.

 

Visão geral e desafios

 

A atuação da ANTT é considerada como referência na atividade de regulação, promovendo a harmonização do setor e garantindo a execução a excelência dos serviços de transporte terrestre.

A autarquia possui aproximadamente de 113 sistemas, que foram desenvolvidos para direcionar os trabalhos para objetivos comuns voltados ao cumprimento de sua missão, buscando uma visão de futuro institucional. Tais sistemas transmitem, ainda, os valores e diretrizes a serem seguidos pela instituição, para que as tarefas sejam executadas com responsabilidade, qualidade, imparcialidade e eficiência. Grande parte dos sistemas influenciam nas vidas da população brasileira.

 

Em virtude do volume elevado de sistemas a autarquia necessitava executar os testes de uma forma mais rápida e confiável, permitindo a apuração dos resultados em tempo real, com a garantia de que novos defeitos não ocorram em sistemas já analisados, aumentando a confiabilidade e a disponibilidade do sistema.

 

Objetivos

 

  • Otimização do processo de testes;
  • Definições sobre artefatos de testes;
  • Melhorias no processo de desenvolvimento com foco nas boas práticas de qualidade de software;
  • Elaboração de Checklist de documentação;
  • Melhoria do plano de comunicação entre a Fábrica de Desenvolvimento e Fábrica de Testes;
  • Implementação de ferramentas de Gestão de Testes e Gestão de incidentes;
  • Testes Funcionais, Elaboração de Casos de Testes e Testes de Documentação;
  • Testes de Carga e Stress;
  • Validações mais rápidas e mais confiáveis;
  • Testes efetivos em cada release (regressão);
  • Execução de testes com maior frequência;
  • Analistas de Testes podem focar em testes avançados;
  • Redução de custos, eliminando atividades repetitivas;
  • Relatórios e indicadores sobre qualidade dos produtos.

 

A solução

 

A elaboração do processo de teste foi um diferencial para a Gerência de Tecnologia da ANTT, onde foi possível a definição de papéis, a identificação de recursos necessários e ferramentas de controle do processo definido.

 

A partir desse processo foi possível configurar o ambiente com as respectivas ferramentas de apoio necessárias para as atividades de teste de qualidade de software.

 

Após a definição de um novo processo de testes, alinhado com a implantação e utilização das ferramentas de apoio a este processo, foi possível realizar validações mais rápidas e mais confiáveis, permitindo a apuração dos resultados em tempo real, a documentação recebeu aferições a fim de aumentar o seu nível de qualidade, novos padrões de Checklist de aferição foram criadas, com isso padronizando a documentação.

 

Conquistas


  • Melhoria no processo de Desenvolvimento de Software;
  • Antecipação e redução na quantidade de erros encontrados nas fases iniciais do projeto de desenvolvimento de software;
  • Aumento da produtividade das equipes envolvidas no processo de desenvolvimento de software;
  • Alinhamento das atividades de teste realizadas com o fluxo do processo definido;
  • Integração entre a Fábrica de Desenvolvimento e a Fábrica de Testes, a fim de prover uma melhor qualidade nos produtos de software desenvolvidos para a ANTT.

 

Melhores Práticas


O Processo de Teste e Qualidade de Software deve estar em constante evolução, sempre aderente às normas da Empresa, para disseminar o uso de melhores práticas, BSTQB, MPT-BR, CMMI e MPS-BR.


Aspectos positivos com potencial de aumentar a maturidade da equipe:

  • Disseminar a importância da abordagem por processos na empresa;
  • Inserir na empresa o contexto de melhores práticas adotadas no mercado atualmente;
  • Promover workshops, palestras e seminários de TI.

 

Melhores Práticas

  • Realização de estudo do processo atual;
  • Elaboração de documento contendo o escopo detalhado do projeto bem como as ferramentas que serão utilizadas com o termo de ciência dos envolvidos;
  • Elaboração de proposta técnica de execução contendo os riscos do projeto;
  • Realização de reuniões e entrevistas com as áreas envolvidas;
  • Realização de desenho do macroprocesso de teste e qualidade de software;
  • Elaboração do processo de teste e qualidade de software;
  • Elaboração dos documentos de apoio e templates;
  • Configuração das ferramentas e ambiente de teste e qualidade;
  • Execução da POC do processo de teste e qualidade;
  • Elaboração do documento de lições aprendidas.

 

Principais Atividades Executadas


  • Elaboração da Proposta Técnica para a etapa de transição dos serviços;
  • Elaboração dos Processo de Teste e Qualidade de Software;
  • Elaboração da Documentação de Apoio ao Processo de Teste e Qualidade de Software;
  • Configuração das Ferramentas e Ambiente de Teste e Qualidade;
  • Elaboração do Roteiro de Teste;
  • Realização da Avaliação Técnica de Qualidade do Requisito de Produto;
  • Execução do Teste Funcional Manual;
  • Execução do Teste de Performance;
  • Elaboração de Guias para utilização das Ferramentas de Testes;
  • Definição do Ambiente de Testes;
  • Smoke Test;
  • Testes de Carga/Perfomance.

entre em contato

Clique aqui e nossa equipe irá atendê-lo e tirar todas as dúvidas sobre essa e outras soluções.